Buscar

Entenda o que é branding

Com um mercado cada vez mais competitivo, as marcas estão precisando inovar para se destacar dos concorrentes, e obrandingtem sido uma das principais estratégias usadas nesse processo.


Não é uma tarefa tão simples quanto parece, mas como você acha que as grandes empresas possuem um nome tão forte no mercado?

Conquistando a mente e o coração dos consumidores, claro!


Não é à toa que são facilmente reconhecidas e sempre lembradas quando o assunto são os produtos/serviços comercializados por elas.


Porque um bom trabalho de gestão de marca gera resultados bastante positivos para as empresas que apostam nesse tipo de estratégia.


Senta aí e vamos bater um papo sobre branding, uma das táticas de sucesso no universo do marketing.


Marca ≠ branding


Muita gente acha que quando falamos em branding estamos nos referindo à marca, mas não é bem assim.


São conceitos diferentes, porém, ambos caminham lado a lado.


É bastante comum referenciar a logo de uma empresa como resposta a indagação sobre o que é marca, mas não é apenas isso.


A marca é o conjunto de características tangíveis e não tangíveis materializadas em logo, grafismos, mascote, música, entre outras manifestações.


Ou seja, a marca abrange a experiência que será passada ao consumidor para transmitir valores e percepções.


Já o branding é o conjunto de ações estratégicas que colaboram para a construção perceptiva do cliente em relação a uma empresa de maneira positiva.


Então, é só isso?


Não, não é apenas isso! Branding é uma palavra de origem inglesa muito utilizada na área de marketing, que faz referência ao processo de construção de uma marca e da sua imagem em si.


Ao contrário do que muitos pensam não se trata de uma metodologia específica, mas sim de uma filosofia de trabalho.


Que atua com um universo de valores que representem uma empresa para torna-la sólida perante seus clientes.


De uma maneira resumida, é o mesmo que trabalhar a personalidade de uma marca para fixa-la de maneira positiva na mente e no coração dos consumidores.


Esse processo inclui o nome da marca, sua voz, seu logo, seu design, seus valores, sua missão e seus propósitos.


Além, claro, das emoções que a marca busca provocar na audiência do público-alvo.


Viu só quanta coisa legal? Com isso, podemos concluir que o principal objetivo do branding é conquistar um lugar único na vida do consumidor de determinada marca.


Vantagens


Dentre os diversos benefícios que a gestão de uma marca pode trazer, destacam-se:


– Reconhecimento da marca;

– Associação com um nicho de mercado;

– Aumento de confiança na marca;

– Presença maior na mente dos consumidores;

– Relação de lealdade do consumidor para com a marca;

– Valor agregado;

– Proporciona o encontro entre o papel da marca no mundo e o que é relevante para os consumidores;


Uma gestão de marca bem feita reflete os valores do negócio, que devem ser assumidos pelos fornecedores, colaboradores, consumidores e comunidade.


O valor de uma marca

Quanto você acha que vale a sua marca ou a marca da sua empresa? Existem muitos rankings que classificam as marcas mais valiosas do mercado, e sabe o que é isso? Um trabalho de branding bem feito!


Uma marca tem o poder de despertar diferentes sensações nos mais variados públicos,

e o seu papel é conseguir realizar um trabalho que impacte positivamente os consumidores.

Podemos concluir que a marca é uma construção da percepção do consumidor e isso, é claro, vai depender do seu consumidor.


Outro conceito bem parecido com o de branding é marketing. Acredite: muita gente acha que são a mesma coisa, mas não se engane.


A primeira diz respeito ao que é a marca, por que ela existe e quais os conceitos que sustentam suas ações.


Enquanto que a segunda trata das estratégias usadas para atingir pessoas com determinada mensagem e, consequentemente, gerar vendas.

Como eu posso fazer um bom trabalho de branding?

Muitas pessoas têm essa dúvida, principalmente quem trabalha diretamente com essa estratégia em sua comunicação.


Existem diversas maneiras para proteger, assegurar e medir o valor de uma marca, e para isso é necessário entender os diferentes papéis do seu público interno e externo.


Antes de tudo, é necessário que você saiba que as primeiras pessoas a terem contato com a sua marca são os seus colaboradores diretos.


Dentro da sua empresa é possível entender se a sua marca está conhecida, reconhecida e absorvida por meio de quatro elementos:


  • Conhecimento: o quanto as pessoas entendem os valores e objetivos da sua marca.

  • Proteção: o quanto ela está protegida de diversas maneiras.

  • Comprometimento: o quanto a empresa se compromete com o que a marca defende.

  • Capacidade de adaptação: o quanto a marca está alinhada ao mercado.


Em relação aos fatores externos, é possível entender a avaliação do seu trabalho de gestão de marca através dos seguintes elementos:


  • Autenticidade: sua marca precisa ter valores claros.

  • Relevância: ela precisa provocar mudança na vida das pessoas.

  • Diferenciação: ela precisa se distinguir claramente da concorrência.

  • Presença: ela precisa estar presente em nos locais certos, nos momentos certos e nas situações certas.

  • Entendimento: as pessoas precisam entender a que você veio.

  • Consistência: a sua marca precisa atender as expectativas.


Fonte: Marketing de conteúdo

Etapas de construção de um branding


Gerenciar e construir o branding de uma empresa, seu planejamento e análise de estudos devem passar por onze etapas básicas, citadas a seguir:


Análise dos quatro vetores: estudo e entendimento do Produto, qual o Ambiente que se vende o produto, o modo como a Publicidade/Comunicação é feita aos consumidores e o Comportamento dos gestores da marca/empresa;


Arquitetura da Marca: como se dá a estrutura da marca. Corporativa, onde o nome e o design gráfico juntos descrevem o segmento e atuação da empresa.


Validada ou endorsed, quando uma empresa possui diferentes marcas, cada qual com sua própria identidade.


Individualizada ou branded, onde existe uma corporação gestora e que distribui cada marca diferente, a qual possui segmentação própria a seu determinado consumidor;


Marcas inventadas e reinventadas: a primeira opção se dá quando uma marca é inserida a um mercado, ou seja, quando é novidade.


O processo de reinventá-la parte-se da estrutura, cultura e reputação já existentes;


Qualidade do produto ou serviço: a divulgação do serviço/produto deve especificar sua qualidade, seja ela maior que a dos concorrentes ou o valor mais competitivo do mercado, deve-se ser claro sobre este quesito;


O que está dentro e o que está fora: talvez esta seja a premissa do Branding, a marca tem duas funções primordiais que são: convencer quem está fora a comprar e persuadir quem faz parte dela, a crer no seu ideal;


Diferenciação: tudo é uma questão de atribuir um novo olhar a um produto ou serviço.

Se a marca tiver sucesso em realizar uma releitura a algo comum ou transformar um simples objeto em desejo de consumo, a marca possui um diferencia e uma identidade própria;


Sair do óbvio ou romper com o padrão: para sair na frente da concorrência as vezes é necessário romper as convenções pré-estabelecidas e anunciar algo revolucionário e novo;


Pesquisar para reduzir o risco: analisar o mercado, mensurar dados, colher informações sobre o público seu segmento e as tendências.


Além de outros dados úteis, servem como base e de ferramenta para diminuir os riscos e ser mais assertivo nas ações do planejamento;



A Promoção: de nada adianta pesquisar, planejar e desenvolver um produto ou marcasse esta não for divulgada a seu público de interesse, para tanto a publicidade/promoção é importante neste processo;


Distribuição: para a perfeita gestão deste tópico é necessário conhecer o potencial do mercado de atuação, a capacidade de produção e principalmente a melhor logística.

Para abastecer os pontos de venda (PDV) e disponibilizar o produto na gôndola ao passo que toda comunicação for direcionada aos canais e impactar o consumidor para estimular a conversão do produto;


Coerência e Clareza: a marca deve externar e reforçar a confiança, além de baseada na coerência de sua missão, imagem, posicionamento, segmentação, público alvo.


Enfim, deve manter uma unidade consistente de acordo com cultura divulgada e estampada em seu slogan.


Texto original: NMKT


Viu só quanta informação importante a gente falou ao longo dessa conversa? Uma boa estratégia de marketing é responsável pelo sucesso de uma organização.


Esse conteúdo sobre branding foi útil para você? Conta pra gente aqui nos comentários!

Um abraço,

Equipe Promopress





2 visualizações
FALE CONOSCO
Gráfica Promopress
Av. Guilherme Cotching, 610
Vila Maria - São Paulo – SP - CEP: 02113-010
Reclamações, Sugestões ou Dúvidas, favor entrar em contato com nosso SAC pelo e-mail: sac@promopress.com.br
Ligue agora: 11 3126-3126
  • Facebook
  • Instagram
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Cinza ícone do YouTube
Logo-Promopress.png