Buscar

Impressão offset



Muita gente, no momento de solicitar a impressão de seus arquivos, ainda fica em dúvida a respeito do tipo mais adequado. Hoje vamos falar da impressão offset, que é  um método bem famoso de impressão na indústria gráfica.


Lembrando que no início do ano desenvolvemos uma matéria interativa com um vídeo explicativo, diferenciando esse tipo de impressão da digital (clique aqui para conferir).


Conceituando a impressão offset


Antes de qualquer coisa vamos ao significado da palavra! Offset é uma palavra que vem da expressão offset litography, que em português quer dizer litografia fora do lugar, que faz menção à impressão indireta, ou seja, o papel não tem contato direto com a matriz.


Esse processo constitui-se do contato entre a água e a gordura (sim, a tinta desse tipo de impressão possui uma consistência gordurosa), onde a imagem é transportada da matriz para uma blanqueta (rolo de impressão), onde por fim é transferida para o papel.

Como no cilindro vai apenas uma cor, para impressões coloridas com mais tonalidades é imprescindível que o arquivo chegue a gráfica fechado no sistema CMYK, proporcionando impressão das cores separadamente.


Litografia? O que é isso?


Quando criada, no final do século XVII, a litografia era uma técnica muito utilizada na impressão de gravuras, livros, revistas e partituras musicais, especialmente entre os europeus. Na época, uma matriz de pedra polida era pressionada sobre o papel juntamente com os elementos que iriam ser reproduzidos na pedra por substâncias gordurosas.


Ao encontrar-se com a tinta, a gordura contida na figura sugava a mesma, e a pedra era lavada com água para tirar os excessos, e o que restava era a tinta grudada na gordura que tinha a forma desejada. Em seguida, era só pressionar o papel contra a pedra que a tinta imprimia no papel.


Tempos depois, esse processo de impressão passou a ser em metal, dando a origem à litografia industrial.


Agora você deve estar se perguntando o que isso tudo tem a ver com o nosso processo de impressão abordado neste artigo, não é mesmo? A essa altura do campeonato você já deve saber que em certo momento da evolução gráfica a blanqueta foi introduzida entre a matriz e o suporte, que é a mídia onde a informação era impressa, e isso deu origem ao offset.

Claro que hoje em dia não utilizamos mais a litografia na indústria gráfica, ela é usada apenas para fins artísticos.


Etapas da impressão

Como você já deve ter percebido, a impressão offset é indireta, ou seja, a imagem não é impressa diretamente no material, por conta da superfície da chapa onde a mesma fica, tendo pouca fricção com ele, o que acarretaria em um resultado borrado.



Neste momento sua curiosidade em saber como funciona o processo desse tipo de impressão deve estar aguçada, e para ajudar a fixar na mente enumeramos cada uma das etapas de modo bem simplificado:


  1. Se pega uma chapa metálica já preparada para tornar-se foto-sensível;

  2. Prende-se a chapa a um cilindro, que vai rolar por outro menor que já contém a tinta. Esta por vez cola-se na imagem enquanto o restante fica em branco;

  3. Um cilindro com uma blanqueta de borracha rola por cima do primeiro cilindro, fazendo com que esta absorva a tinta e proporcione a fricção da mesma no papel, deixando impressa a imagem na blanqueta;

  4. Agora o papel passa entre o cilindro com a blanqueta e um outro cilindro, que vai fazer pressão, transferindo, dessa forma, a imagem para o papel.


Fonte: http://chocoladesign.com/o-que-e-uma-impressao-offset

Produzindo a chapa

Se você é daquelas pessoas curiosas, certamente, deve estar se perguntando como a chapa é produzida, e a resposta é tão simples quanto a pergunta: por meio de fotogravura, utilizando fotolitos, ou através de gravação digital.


Na produção por fotogravura, por exemplo, uma chapa de alumínio virgem é colocada na gravadora, ou achatada sob o fotolito (transparência positiva de uma das quatro cores da escala CMYK).


O fotolito, por sua vez, que já está colado na chapa por vácuo, fica exposto a luz por um tempo, com o intuito das imagens serem impressas na chapa (para essa etapa dar-se o nome de sensibilização ou gravação). É nesta etapa que a luz amolecerá a emulsão na chapa, e tudo que foi exposto a ela irá atrair umidade, enquanto que a área não exposta endurecerá, atraindo a tinta (gordura).


Logo em seguida, a chapa é lavada com reagentes químicos próprios, que irão reagir com as áreas expostas à luz tão quanto com as áreas não expostas (para esta etapa dar-se o nome de revelação).


TIPOS DE IMPRESSORAS

Quando falamos de impressão offset, é de suma importância saber que existem dois tipos de impressoras: as planas, onde podemos utilizar folhas soltas, e as rotativas, que podemos usar bobinas de papel.


Essa última impressora, por exemplo, é muito utilizada para a impressão de jornais, já que é bastante rápida, produzindo cerca de 30.000 exemplares por hora, no entanto, a qualidade dos impressos é menor do que os feitos nas impressoras planas, que são usadas para imprimir folhetos, folders, cartazes, livros e outros.


Vale lembrar que existem impressoras rotativas que imprimem com alta qualidade, porém, estão disponíveis apenas em algumas gráficas, e são usadas para altas tiragens de revistas.


CUIDADOS IMPORTANTES

Por se tratar de uma impressão de tiragens grandes, todo o cuidado é pouco! Confira algumas precauções que as gráficas precisam tomar em relação a esse tipo de trabalho.


  • Cuidado com o carregamento da tinta, pois o mesmo leva à decalagem, ou seja, a imagem impressa na folha pode manchar ou colar o verso da folha seguinte;

  • Excesso de umidade atrasa a secagem dos impressos;

  • Nunca utilize arquivos de imagens, contornos ou preenchimentos em RGB, o ideal é trabalhar com a escala CMYK para evitar dores de cabeça.

  • Jamais trabalhe com imagens com baixa resolução.

  • Sangre o documento.

  • Power point, word e excel não são programas de editoração gráfica. Photoshop, Illustrator, Corel e Indesign são mais apropriados.


Achamos um vídeo curtinho no YouTube mostrando um pouquinho de como funciona o processo de impressão offset, confira clicando aqui!


E lembre-se sempre: no momento de fazer uma impressão de qualidade conta com o suporte da Gráfica Promopress, uma empresa que trabalha com compromisso e agilidade!

0 visualização
FALE CONOSCO
Gráfica Promopress
Av. Guilherme Cotching, 610
Vila Maria - São Paulo – SP - CEP: 02113-010
Reclamações, Sugestões ou Dúvidas, favor entrar em contato com nosso SAC pelo e-mail: sac@promopress.com.br
  • Facebook
  • Instagram
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Cinza ícone do YouTube
Logo-Promopress.png