Buscar

Concorrentes: como identificar?

Você sabe como identificar seus concorrentes e o que fazer para ser melhor do que eles? No post de hoje, vamos te explicar e te dar dicas incríveis. Confira!


Sabemos que o mercado está cada vez mais competitivo e os clientes cada vez mais disputados no mundo dos negócios.


Não importa o setor de atuação, o produto ou a empresa em que você trabalha, por mais diferente que seja seu negócio, você sempre terá que vencer a concorrência.


Ser o primeiro a comercializar pode ter suas vantagens, mas o sucesso a longo prazo não é só para quem chega primeiro e sim para quem tem as melhores estratégias.


Mas afinal, quais são os tipos de concorrências?


Conheça e identifique os principais tipos de concorrência, ou seja, a direta e indireta, entendendo as particularidades existentes em cada uma delas.


Concorrência direta: esse tipo de concorrência existe quando um negócio oferece produtos iguais, quando o objetivo de alcançar o mesmo nicho de mercado do mesmo ramo.


Concorrência indireta: essa concorrência pode ser identificada através de estabelecimentos que oferecem produtos semelhantes ao seu. O objetivo é alcançar o mesmo perfil de consumidor.


Como fazer melhor que meus concorrentes?


Não ignore seus concorrentes


Menosprezar ou ignorar seus concorrentes, ainda mais se ele é novo no mercado, é um dos principais erros de uma empresa.


Mostrar as estratégias de defesa assim que os primeiros sinais de concorrência aparecem é uma boa postura.


Analise seus concorrentes


Monitorar a concorrência é algo que todo empreendedor deve fazer com frequência. Além disso, conhecer os produtos, preços e serviços oferecidos pela concorrência é fundamental.

Para isso, é preciso fazer uma pesquisa sobre o perfil dos seus concorrentes no mercado e analisar seus maiores erros e acertos. Alguns passos são necessários para que isso seja feito:

  • Identificar os pontos de venda que oferecem produtos similares;

  • Definir os pontos fortes e fracos da empresa que comercializa os mesmos produtos;

  • Identificar as oportunidades e ameaças do negócio;

  • Promover ações que favoreçam o posicionamento do produto no mercado.



Nunca fique sem alternativas


Se você quer ficar no comando dos seus negócios, sempre tenha alternativas para cada decisão tomada. Pense na possibilidade deste não ser o melhor caminho e o que fará para mudar esse rumo.


Quem não tem alternativa sempre ficará refém do seu destino, ou seja, para cada ação do seu concorrente sempre tenha uma saída pensada anteriormente.


Preze pela qualidade


Há momentos em que reduzir o preço também significa diminuir a qualidade do que você vende. Afinal, faz sentido cobrar mais por um produto que tenha uma maior qualidade.


Mesmo que existam produtos semelhantes ao seu, com valor inferior, os produtos mais duráveis, bonitos e eficientes também vão ter o seu público.


A regra é vender valor e não preço. Para competir com a concorrência, baixar o preço nem sempre é uma boa opção.

Pesquise e negocie


Se o concorrente está cobrando menos porque compra mais barato, então você precisa melhorar sua relação com seu fornecedor.


Procurar outros fornecedores e saber negociar sobre valores om eles é uma habilidade essencial para qualquer empreendedor.


Aproveite para ver este post cheio de dicas para melhorar suas habilidades de negociação com os fornecedores.


Sendo criativo, você pode conseguir preços melhores não só na compra da mercadoria, mas na hora de conseguir um frete mais barato e embalagem adequada.


Faça uma análise SWOT do seu negócio


A análise SWOT é muito utilizada no planejamento estratégico das empresas ou de novos projetos, pois consiste na realização de um diagnóstico completo sobre o negócio e o ambiente que o cerca.


Assim, você saberá quais são os pontos fortes e fracos, ameaças e oportunidades que podem afetar diretamente o seu negócio.


Exclusividade


Aposte em produtos e serviços exclusivos e um atendimento personalizado. Empresas com melhor desempenho em inovação, são mais propícias a crescer, destacar-se e vencer a concorrência.


Você pode inovar em produtos, experiência de compra, na comunicação, pós venda e até mesmo, nos processos internos da empresa.


Na maioria das vezes, a inovação está ligada a tecnologia, algo que ainda é muito caro no Brasil, por isso, muitas empresas deixam de investir.


No entanto, é possível gastar menos em inovações, tendo bem planejado as ações estratégicas.


Posicionamento e imagem


Saber quem é o líder no mercado que você atua e como seu produto está em relação ao seu concorrente, pode te gerar benefícios para seu próprio posicionamento.


Mesmo descobrindo todas as informações sobre seus concorrentes, não adianta trabalhar especialmente para fazer melhor que ele.


O diferencial é sempre entregar o que seu cliente quer, pois, deixando ele satisfeito você conseguirá vencer a concorrência.


Diante de todo o esforço da empresa, se bem posicionada, utilizando as mais variadas metodologias, ferramentas e meios de comunicação, há o acolhimento ou a resposta por parte dos consumidores.


Isto é, a imagem que foi realmente gravada pelos consumidores pode haver uma concordância ou uma discrepância entre aquilo que a empresa buscava ter como imagem, através do seu posicionamento e aquilo que realmente ficou claro para o consumidor. 



Não trave guerras


Por fim, não entre na guerra com seus concorrentes. Haja sempre pelo certo, aplique sua energia naquilo que realmente pode ser mudado.


Quando definir um preço ao seu produto, certifique-se que está cobrando o melhor preço possível e caso esteja insatisfeito, troque de fornecedor para um que tenha um preço mais competitivo.


No entanto, tenha em mente que nem sempre o menor preço será a melhor alternativa, é preciso ser avaliado.


Fortaleça o seu negócio


Selecionamos algumas dicas que são grandes apostas de qualquer empreendimento. São elas:

  1. Investir no produto;

  2. Contar com uma boa infraestrutura;

  3. Apostar em novas formas de pagamento;

  4. Promover atendimento diferenciado;

  5. Divulgação.


Como reconhecer os pontos fortes e fracos da minha empresa?


Para analisar os concorrentes, o empresa deve avaliar os pontos fortes e fracos dos seguintes aspectos:


  • Produto: qualidade, desempenho e embalagem;

  • Ponto comercial: localização, estacionamento, facilidade de acesso e vitrines;

  • Preço: valor, formas de pagamento, prazos, financiamento;

  • Divulgação: intensidade meios utilizados, frequência ;

  • Força de vendas: quantidade e qualidade dos vendedores e o atendimento;

  • Logística: capacidade de armazenamento, distribuição e frota;

  • Credibilidade: a imagem do concorrente junto ao mercado.


Como meu concorrente chega a esse preço?


Você já deve ter se perguntado quando viu seu concorrente baixando muito os preços dos seus produtos. Essa pergunta pode ter várias respostas.


A primeira é a habilidade dele como empreendedor. Ele pode ter encontrado alguma maneira de baratear o custo do seu produto e ter uma boa margem de lucro, mesmo vendendo mais barato.


Isso pode acontecer, por que ele encontrou um fornecedor que vende por um preço mais barato ou por ter comprado um volume maior.


Outra possibilidade é ele estar realmente sacrificando os lucros, podendo estar investindo em uma estratégia agressiva para ganhar o mercado.


Além disso, pode ser alguém que simplesmente quer ganhar no preço sem pensar na quantidade, percebendo que a conta não fecha e que não está fazendo o calculo certo.


Acesse nosso site www.promopress.com.br, no blog da Promopress tem ótimas dicas para você que quer aumentar a competitividade do seu negócio, aumentar as vendas e muito mais!

0 visualização
FALE CONOSCO
Gráfica Promopress
Av. Guilherme Cotching, 610
Vila Maria - São Paulo – SP - CEP: 02113-010
Reclamações, Sugestões ou Dúvidas, favor entrar em contato com nosso SAC pelo e-mail: sac@promopress.com.br
Ligue agora: 11 3126-3126
  • Facebook
  • Instagram
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Cinza ícone do YouTube
Logo-Promopress.png