Buscar

O que é Design Thinking?

Você sabe o que é Design Thinking? Nesse post, vamos explicar o que significa essa abordagem e como aplicá-la na sua empresa. Confira!



No mundo corporativo, a exigência pela solução de problemas dos consumidores e possíveis clientes está cada vez maior.


A experiência do consumidor e o seu bem-estar é um dos desafios mais difíceis para empreendedores e empresários alcançarem com excelência.


Isso porque, com o aumento da concorrência em qualquer segmento de negócio, o seu diferencial e a forma de resolver as dificuldades apresentadas pelos clientes precisam se sobressair dos demais.


É para isso que o Design Thinking serve. Mas afinal, você sabe o que significa essa abordagem?


Design Thinking – Conceito


O Design Thinking não se caracteriza uma metodologia e sim uma abordagem. Quando pensamos em métodos, logo associamos com algo que possui uma fórmula ou manual para se seguir. Não é o caso.


O termo significa “pensamento do design” ou “pensar como um design”.


Segundo o livro “Design Thinking – Inovação em Negócios”, pensar como um design é abduzir. Ou seja, muito além do que criar a estética de produtos e serviços, é possível pensar no bem-estar dos clientes.


O termo que já existia anteriormente, foi popularizado por Tim Brown, CEO da Ideo, empresa norte-americana que exerce consultoria em design.


Precisamos de novas escolhas – novos produtos que equilibrem as necessidades de indivíduos e da sociedade como um todo; novas ideias que lidem com os desafios globais de saúde, pobreza e educação; novas estratégias que resultem em diferenças que importam e, um senso de propósito que inclua todas as pessoas envolvidas […]” – Tim Brown.


Essa abordagem valoriza a criatividade, experimentação e empatia para encontrar soluções inovadoras.


Uma das suas principais características é a sua multidisciplinaridade, onde os processos reúnem todos os envolvidos no desenvolvimento do produto ou serviço.


“É um processo de pensamento crítico e criativo que permite organizar as informações e ideias, tomar decisões, aprimorar situações e adquirir conhecimento.” – Charles Burnette. 


No entanto, é preciso avaliar as possibilidades que temos para saber quais as melhores ferramentas a serem usadas para atingir os objetivos propostos.



Etapas do Design Thinking

As etapas que listamos abaixo servem como um roteiro para colocar o Design Thinking em prática.


Imersão

A imersão é a fase do entendimento, onde você começa a entender, primeiramente, a sua empresa por meio de análises, como a matriz swot, identificando as pontos fortes e fracos, oportunidades e ameaças, que irão impactar na sua empresa.


A imersão é uma fase em que muito material de estudo é gerado. São eles:


  • Pesquisa exploratória;

  • Entrevistas;

  • Estudos de casos;

  • Estudos de campo;

  • Aprendizado por observação;

  • Ênfase na experiência do cliente.



Análise e síntese

Os dados coletados na etapa de imersão devem ser submetidos a análises e sínteses de forma a serem organizadas e identificadas como um problema em questão.


Nesta etapa, existem várias ferramentas que podem ser usadas para compreender este determinado problema. São elas:


  • Cartões de insight;

  • Diagrama de afinidade;

  • Personas;

  • Brainstorming;

  • Reenquadramento;

  • Mapa conceitual;

  • Mapa de empatia;

  • Critérios norteadores;

  • Matriz de posicionamento.



Ideação

Essa é a etapa que a equipe começa a pensar em soluções para o problema apresentado. É fundamental compreender que não existe uma solução ideal, e sim ideias que se complementam.


Deve ser explorado ao máximo a criatividade do colaboradores, com o intuito de estimular o pensamento fora da caixa.


Não é permitido ter medo de experimentar e errar, pois esse é o maior inibidor da criatividade e inovação.


Gere possibilidade e mostre que você está interessado em tentar vencer esse desafio e levar para o

seu cliente uma experiência boa e aquilo que ele procura naquele produto ou serviço.



Prototipagem

Neste etapa, as ideias abstratas ganham forma, representando de forma real todo o conteúdo e informação coletada até o exato momento.


O protótipo consiste em produzir um Mínimo Produto Viável, conhecido pela sigla MVP. É criada uma versão simples do produto, de forma rápida e sem ter muitos custos nos períodos de testes.


Nesse momento, você saberá se aquele protótipo servirá como solução na prática e se ele realmente suprirá as necessidades do consumidor.



Implementação

A intenção do MVP é de alcançar a solução ideal para aquele problema. Se ele não teve resultado, fica o aprendizado que custaria muito mais, caso o produto tivesse sido lançado na sua forma final.


No entanto, se o resultado tiver sido positivo, partimos para a etapa final de implementação. São feitos os ajustes necessários para que tudo saia como o planejado para os consumidores.



Onde aplicar?

O Design Thinking pode ser aplicado em diversas áreas e atividades das empresas. São elas:

Acesse nosso site, www.promopress.com.br, lá você encontra diversos artigos para saber mais sobre o mundo empresarial, marketing, design e etc.

8 visualizações
FALE CONOSCO
Gráfica Promopress
Av. Guilherme Cotching, 610
Vila Maria - São Paulo – SP - CEP: 02113-010
Reclamações, Sugestões ou Dúvidas, favor entrar em contato com nosso SAC pelo e-mail: sac@promopress.com.br
Ligue agora: 11 3126-3126
  • Facebook
  • Instagram
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Cinza ícone do YouTube
Logo-Promopress.png